Poder Legislativo

Wellington Fagundes lamenta índices de feminicídio no Brasil

Com informações da Ag. Senado. - 20/03/2024
 

Em pronunciamento no Plenário na terça-feira (19), o senador Wellington Fagundes (PL-MT) expressou indignação diante do grande número de feminicídios registrados no Brasil. O parlamentar destacou o caso envolvendo uma mãe e suas três filhas  brutalmente assassinadas em Sorriso (MT) em novembro do ano passado. Ele se solidarizou com o caminhoneiro Reginaldo Batista, marido e pai das vítimas.

O senador lamentou dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que aponta 722 casos de feminicídios apenas no primeiro semestre de 2023.

— Nós não podemos, de forma alguma, tolerar essa chacina que acontece diariamente no Brasil. O feminicídio é um problema estrutural enraizado no machismo e na misoginia que permeiam a nossa sociedade. É uma expressão mais extrema da violência contra a mulher — disse.

Wellington abordou ainda a questão da segurança nas fronteiras do Brasil, destacando a importância de uma política eficiente para combater contrabando, roubo de cargas e tráfico de drogas. O senador reiterou sua posição contra “qualquer legislação” que possa facilitar o uso ou o transporte de drogas.

— Em Mato Grosso, temos 720 quilômetros de divisa seca com um dos países produtores [de drogas], e eu não vou nem citar o nome, todo brasileiro sabe. E é nessa divisa que nós mato-grossenses sofremos, principalmente ali na região de Cáceres, com contrabando, com roubo de cargas, veículos que vão para lá, e depois tudo isso é legalizado. Não podemos aprovar nenhuma possibilidade de permitir proteção legislativa para quem quer usar a droga e, muito menos, carregar essa droga — concluiu.