Poder Judiciário

TRF 1ª elege novo desembargador para vaga de antiguidade e forma lista tríplice para cargo por merecimento

Com informações do TRF1. - 08/02/2024
 

Durante sessão plenária que elegeu os novos dirigentes do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) para o biênio 2024-2026, realizada nesta quinta-feira, dia 8 de fevereiro, o Pleno do Tribunal indicou o juiz federal Alexandre Jorge Fontes Laranjeira, da 1ª Turma Recursal da Seção Judiciária do Distrito Federal (SJDF), para integrar a Corte pelo critério de antiguidade. O magistrado, que assume a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador federal Daniel Paes Ribeiro, aguarda agora a nomeação pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.  

Na ocasião, também foram eleitos os nomes para compor a lista tríplice referente à vaga aberta com a aposentadoria do desembargador federal Souza Prudente pelo critério de merecimento. Os juízes federais Itagiba Catta Preta (SJDF), com 25 votos; Pablo Zuniga Dourado (SJMA), com 24 votos, e a juíza federal Rosimayre Gonçalves (SJDF), com 23 votos, foram os magistrados eleitos com o maior número de votos. É a segunda vez que os nomes dos juízes Pablo Zuniga Dourado e Rosimayre Gonçalves figuram entre os mais cotados para a vaga de desembargador federal.  

Concorreram à lista o total de 18 magistrados, avaliados nos critérios de desempenho, qualidade da prestação jurisdicional, produtividade, presteza no exercício das funções, aperfeiçoamento técnico e adequação da conduta ética.   

Todos os candidatos também passaram por análise da Corregedoria Regional a respeito das sentenças proferidas nos últimos 12 meses e dos processos sujeitos a despacho, decisão ou julgamento cujos prazos estejam excedidos.  

A lista com os três nomes mais votados será encaminhada ao chefe do Poder Executivo, que fará a escolha do novo integrante da Corte Regional da 1ª Região.