OAB & CIA

Maurício Corrêa: legado que Campelo quer resgatar na OAB-DF

[email protected] (Foto: Edmildo Cirilo) - sexta, 23 de julho de 2021
 

A advocacia tem cada vez menos despertado interesse nos estudantes de direito e até mesmo nos advogados iniciantes. Concurso público é a alternativa de muitos que não querem frustrar-se na carreira jurídica. Hoje, ser advogado e alcançar a estabilidade financeira desejada não é uma combinação comum no planejamento profissional dos jovens. E não é só dinheiro que envolve a questão: como consolidar-se na advocacia?

Um nome forte, capaz de dar vigor e esperança às gerações mais novas de bacharéis em direito precisa retornar à nossa memória: Maurício José Corrêa. Sua biografia inclui ter sido senador, ministro do STF e ministro da Justiça. Depois dessa apresentação, espanta dizer como começou sua carreira: na advocacia.

Para entender como um advogado militante conseguiu cargos tão expressivos no cenário jurídico e até legislativo do Brasil, o pré-candidato à OAB-DF Guilherme Campelo diz ser imprescindível lembrar do apoio que teve de sua entidade classe, a OAB. Assim, Campelo ressalta que o ex-ministro também retribuiu com um notável trabalho durante a sua gestão: foi fundador e Presidente da primeira Comissão de Direitos Humanos da OAB, instituiu a Fundação de Assistência Judiciária, dedicada ao atendimento dos carentes, implantou a Caixa de Assistência dos Advogados e construiu a sede definitiva da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Distrito Federal.

Atualmente, mesmo falecido, seu legado permanece e sua filha, Cléa Corrêa, perpetua o esforço do pai com um nobre trabalho na advocacia. Ainda, segundo Campelo, “poucos fizeram tanto pela nossa Ordem; em um tempo de desleixo, Corrêa é um modelo do que quero fazer pelos advogados e advogadas.”

[email protected]