OAB & Cia

OAB Nacional participa de seminário das Altas Cortes do BRICS

Com informações do STF - OAB/Nacional - sexta, 25 de outubro de 2019
 

O membro honorário vitalício da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, representando o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, participou da abertura do Seminário das Altas Cortes do BRICS, realizado na sede do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, nesta quinta-feira (24).

O evento tem como tema “Tecnologia da Informação e Inteligência Artificial: boas práticas, oportunidades e desafios para o Judiciário". O seminário é precursor da XI cúpula do grupo, que acontecerá em novembro no Brasil e está sendo organizada pelo governo brasileiro, juntamente com os demais países do bloco: Rússia, Índia, China e África do Sul.

“A OAB tem participado ativamente das ações de integração do mundo jurídico brasileiro com o dos países que compõe o BRICS. Agora vivenciamos essa participação no âmbito desse esforço de integração com as supremas cortes desses países. Nós entendemos que a integração da advocacia, da magistratura, do Ministério Público e a integração de todas as carreiras do Direito, no âmbito do BRICS é fundamental para que tenhamos uma maior proximidade dos nossos sistemas. Dessa forma, podemos gerar conhecimento recíproco para a criação de um ambiente de confiança para a formulação de negócios e um ambiente interessante para o desenvolvimento econômico-social dos nossos países”, avaliou Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, fez a abertura oficial do evento. “A cooperação internacional é um dos princípios basilares da República Federativa do Brasil”, afirmou Toffoli, ao dar boas-vindas às delegações. Para ele, o evento tem grande potencial de aprendizado mútuo, pois os países participantes têm como traços comuns a vasta extensão territorial, o grande volume populacional e a acentuada complexidade social, o que resulta em dificuldades comuns na administração da Justiça.

Estiveram presentes à solenidade o primeiro vice-presidente da Corte Suprema da Federação Russa, Pyotr Serkov; o juiz da Corte Constitucional da Federação Russa, Vladimir Yaroslavtsev; o juiz da Corte Suprema do Povo da China, Pei Xianding; o chefe do Poder Judiciário da África do Sul e presidente do Tribunal Constitucional, Mogoeng Mogoeng; e a presidente da Suprema Corte de Apelação da África do Sul, Mandisa Maya. Autoridades brasileiras como o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, e do Superior Tribunal Militar (STM), ministro Marcus Vinicius Oliveira dos Santos, também compareceram.