Justiça em Foco

TJAC: Lançamento do livro “Uma vida… infinitas saudades”

Livro Em Foco

Terça-Feira, Dia 04 de Julho de 2017

No próximo dia 5 de julho, às 19h, no auditório do Centro Cultural do Palácio da Justiça do Poder Judiciário Acreano, localizado na Rua Benjamin Constant, no centro de Rio Branco, ocorrerá o lançamento do livro “Uma vida… infinitas saudades”, de autoria de Mauro Modesto. O evento, apoiado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), pela Academia Acreana de Letras e Academia dos Poetas Acreanos, terá entrada franca e o autor realizará a distribuição do seu livro aos presentes durante o coquetel.
 
O livro reúne 74 poesias que fala sobre amor, saudades e outros diversos sentimentos que o ser humano absorve e, que, por muitas vezes, não consegue se expressar. O Mauro poeta também de pecado, de angústia, de paixão, de natureza! Seu lirismo é tamanho que ignora os conceitos de astronomia e comete a aleivosia poética de afirmar que ser poeta é assistir “a lua nascer de dentro do mar” (Berço da Lua e da Poesia, p. 29).
 
Mauro D’Ávila Modesto é acreano de Sena Madureira. Economista, poeta e pensador. É membro da Academia Acreana de Letras, da qual ocupou a Presidência, no período de 1988-1996. Foi fundador da Academia dos Poetas Acreanos – APA. Mauro Modesto integra vinte e duas entidades culturais sediadas em vários Estados do Brasil e no exterior. É poeta laureado por mais de sessenta academias brasileiras e estrangeiras.
 
Nas suas obras, o tema recorrente das meditações do poeta dá-se na esfera da subjetividade, da imaginação criadora, na perspectiva de compreender os liames entre amor e saudade. Na sua caminhada como ativista cultural, fundou dezessete entidades literárias no Acre, com o objetivo de desenvolver nos jovens uma percepção mais rica da realidade, vivenciar a linguagem mais elaborada da literatura e enriquecer a sensibilidade para a manifestação do poético no mundo, nas artes e nas palavras.
 
A doutora e comendadora Nilza Pinheiro de Athayde Lieh, ex-presidente da Academia Brasileira de Meio Ambiente, prefaciando o poeta acreano (2010), já ressaltava que “a cultura acreana tem na figura de Mauro Modesto um dos seus maiores incentivadores, contribuindo de maneira decisiva na divulgação do Estado e da poesia acreana pelo Brasil afora, defendendo e honrando as causas da Amazônia, da educação, os valores do Brasil e o patrimônio histórico e cultural do Acre.”

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TJAC.
Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro


Livro Em Foco


Indique a um amigo
Imprimir notícia 
Últimas Notícias

Outras Notícias Clique Aqui