Justiça em Foco

Espaço Cultural Desembargador Federal Murat Valadares mostra Exposição Vem de Bike

Eventos e Cursos

Quarta-Feira, Dia 18 de Maio de 2016

Integrando o movimento "Bike to Work Day" (De Bike ao Trabalho), concebido em 1956 pela organização americana League of American Bicyclists – evento anual realizado em vários cantos do mundo, no mês de maio, para promover a bicicleta como uma opção de transporte para o trabalho – e marcando a retomada do projeto "Vem de Bike que é Legal", o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) promoveu nesta sexta-feira, dia 13,  um "bonde de ciclistas" que reuniu 28 servidores do Tribunal, iniciando a programação de eventos do projeto.
 
Com duração de 20 minutos de deslocamento, o bonde saiu do Estacionamento 12 do Parque da Cidade em direção ao TRF1. A ação teve o apoio, no trajeto, de organizações não governamentais especializadas como Rodas da Paz, DV na Trilha, Bike Anjo e Pedal Noturno.
 
Ao finalizar o percurso, o grupo foi recebido com uma roda de Capoeira, coordenada pelo mestre Sorriso, que ministra aulas de Capoeira no Espaço Bem-Estar do Tribunal. Na chegada dos ciclistas, o presidente do TRF1, desembargador federal Hilton Queiroz, que prestigiou os participantes do evento, destacou que o projeto é positivo em diversos aspectos. "É muito importante para a saúde do servidor, ajuda a cidade e estimula as atividades laborais, servindo inclusive para inclusão social. Eu vejo participando do evento uma pessoa deficiente visual, e que está perfeitamente integrada com o objetivo da iniciativa".
 
Iniciado em maio de 2014, o projeto, da Divisão de Saúde Ocupacional (Disao), que visa estimular a mudança de hábito de todo o corpo funcional do Tribunal, tem por objetivo convencer as pessoas de que a bicicleta é alternativa de transporte viável, com reflexos positivos na saúde do ciclista, e, ainda, incentivar o uso da bike no trajeto de casa ao trabalho.
 
Muito satisfeito em ver o desenvolvimento do projeto "Vem de Bike que é Legal", o diretor-geral, Carlos Frederico Maia Bezerra, destacou que "o Tribunal está engajado, fornecendo as instalações e as condições necessárias para que o servidor faça sua parte, deixe o carro em casa e venha trabalhar de bicicleta. É mais saudável e ajuda a diminuir a emissão de gases poluentes no meio ambiente".
 
O TRF já conta com toda uma infraestrutura destinada a atender aos servidores que queiram aderir ao projeto, como vestiários masculino e feminino, armários e chuveiros. Recentemente, também ampliou o bicicletário, localizado no subsolo do Edifício-Anexo I do TRF1. O espaço tem agora capacidade para 24 bicicletas.
 
Para o juiz federal convocado Cleberson José da Rocha, que participou do bonde e constantemente utiliza a bike para ir trabalhar, esse meio de transporte traz uma série de benefícios, além de promover a saúde. "Tanto vai ajudar na qualidade de vida como na saúde. Até o próprio caminho que é feito com a bicicleta permite a gente conhecer coisas que de carro não temos a oportunidade de vislumbrar, caminhos diferentes, lugares diferentes. É muito bom", disse o magistrado.
 
Ainda na chegada dos ciclistas ao TRF, uma roda de conversa foi realizada entres os participantes e os representantes das ONGs que auxiliaram no trajeto. Uma série de assuntos foi debatida com o foco principal no tema "de bicicleta ao trabalho".
 
Fernando Pimenta, integrante da ONG Pedal Noturno desde sua criação, há 11 anos, deu algumas dicas para os interessados em iniciar o ciclismo. "Se não souber andar de bicicleta, procure o grupo Bike Anjo que a equipe ensina pessoas de todas as idades a andarem de bicicleta. Depois disso, é bom desenvolver um condicionamento físico básico, pedalando no Parque da Cidade, no Eixão do Lazer, e depois procurar os grupos de ciclismo que promovem passeios para iniciantes no trânsito", explicou ele.
 
Durante o bate-papo, foi disponibilizado aos participantes um brunch saudável com produtos oferecidos pelos integrantes da feira de produtos orgânicos "Terça Saudável" e pelo restaurante do Tribunal, "Upback".
 
Para Phillip James, da Bike Anjo, ONG composta de mais de 2000 voluntários espalhados pelo Brasil que ajudam pessoas a aprenderem a pedalar e ensinam como pedalar no trânsito, ele disse que utiliza a bike como meio de transporte principal. "Eu vou a supermercado, lojas, outros lugares, levo meu filho pra escola. Então, essa é a ideia". 
 
Com 63 anos de vida, a médica do trabalho Maria Júlia Pereira, do Rodas da Paz, destacou aos presentes na roda de conversa que sempre utilizou a bicicleta como meio de transporte. Ela lembrou que a parte ergonômica é muito importante também para quem se inicia no ciclismo. "Como sou médica do trabalho, quando vejo que tem uma pessoa pedalando com o joelho muito dobrado em cima da bicicleta, eu, de vez em quando, tomo a liberdade de orientar o ciclista, ajustando a bicicleta para que a pessoa tenha mais conforto".
 
A servidora aposentada Iraci Moreira também participou do bonde de ciclistas e enalteceu o trabalho desenvolvido, pelo Tribunal, e do qual ela já fez parte. "O TRF sempre esteve à frente nos programas de qualidade de vida. Eu trabalhei com a equipe de qualidade de vida; a gente sempre batalhou para implantar hábitos saudáveis, e esse era um dos programas que o pessoal batalha pra implantar", destacou Iraci.
 
A falta de vagas em estacionamentos nos arredores do TRF1 é um problema crônico enfrentado pelo corpo funcional do Tribunal, e para Anderson Polissene, da ONG DV na Trilha, vir de bike pode ser a solução para o problema. "A iniciativa do Tribunal incentiva seus servidores a virem de bicicleta; Então, você acaba liberando  mais vagas além de aprimorar a saúde e o desempenho das funções no trabalho".
 
Paralelamente ao bonde de ciclistas, foi iniciada, no Espaço Cultural Desembargador Federal Murat Valadares, localizado no Edifício-Sede I do TRF, a Exposição Vem de Bike, onde estão expostos diversos modelos de bicicletas. A mostra, que vai até o dia 20, conta também coma exibição de fotografias sobre o tema.
 
Ainda estão previstos, como parte da programação da campanha do projeto "Vem de Bike que é Legal", uma mostra e venda de bicicletas e acessórios que terá inicio no dia 18, no túnel entre os Edifícios-Sede I e II e um aulão de Spinnig que será realizado no dia 20 às 17h. Os interessados em participar da atividade física podem fazer suas inscrições pelo ramal 5372.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TRF1.
Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro


Eventos e Cursos


Indique a um amigo
Imprimir notícia 
Últimas Notícias

Outras Notícias Clique Aqui


Deixe um comentário

O código de validação é 9679