Rio de Janeiro cria Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos

06/01/2014



Mais Notícias

Rio de Janeiro – O Diário Oficial do Estado do Rio publicou hoje (6) resolução da Secretaria de Estado de Segurança que cria o Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos, sem aumento de despesas ou de efetivo da Polícia Militar (PM). O foco é a atuação da PM, “onde houver a presença de multidões, seja em manifestações populares, jogos de futebol ou qualquer outro evento esportivo ou cultural”.

 
 
De acordo com a resolução, o objetivo do novo batalhão é dotar a PM de “instrumentos especializados, eficazes e inteligentes para sua atuação no campo do policiamento ostensivo, visando à preservação da ordem pública em locais públicos”. O texto destaca a necessidade de policiais “especializados e treinados para atuar dentro de uma doutrina de policiamento de proximidade, através do emprego de equipamentos e técnicas próprias, visando a gestão de multidões”.
 
 
Segundo a PM, o batalhão está em atividade há três meses, com cerca de 500 policiais, e a publicação de hoje foi para tornar oficiais as operações do grupo. O anúncio da criação do batalhão foi feito em setembro, após as manifestações do Dia da Independência. Os policiais foram remanejados de outras unidades operacionais e administrativas da corporação e reforçaram o patrulhamento nas manifestações do ano passado e no réveillon, além de fazer parte do policiamento nas praias neste verão.
 
 
A corporação informa que a principal atribuição do batalhão é atuar "em agendas esportivas, shows e espetáculos com grande concentração de público”, e que os agentes passaram por treinamento específico “de mediação de conflito e de controle de distúrbios, bem similares aos do Batalhão de Choque”.



  Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Ag.Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

  Anuncie aqui

Comentar notícia Indique a um amigo Imprimir notícia 

>> Últimos comentários

 Outras notícias.
Rio de Janeiro cria Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos 25/07/2014
Exame de Ordem: taxas de inscrição não podem ser fonte de renda extra dos conselhos profissionais, diz Wilson Filho
25/07/2014
José Genoino pede à Justiça progressão de regime
25/07/2014
Venda de ponto comercial não está relacionada ao contrato de aluguel da loja, decide TJGO
25/07/2014
Concedida reintegração de posse de imóvel ocupado por ex-nora
25/07/2014
Ministério Público quer garantir salário-maternidade às indígenas Macuxi menores de 16 anos
25/07/2014
Empresa que forneceu suplemento alimentar defeituoso deve indenizar pecuaristas
25/07/2014
STJ julgará legalidade de multa de R$ 54 mil contra plano de saúde
25/07/2014
Ministro Ricardo Lewandowski nega pedido de Vargas para anular processo no Conselho de Ética
25/07/2014
Aécio Neves defende redução da maioridade penal para crimes hediondos
25/07/2014
Comissão discutirá refinanciamento de dívidas de clubes de futebol
Publicidade

comercial@justicaemfoco.com.br
Twitter Justiça em Foco Facebook - Justiça em Foco RSS RSS no seu IGoogle