Acusado de falsidade ideológica, Tiririca é absolvido pelo STF

21/11/2013

Acusado de falsidade ideológica, Tiririca é absolvido pelo STF


Poder Judiciário
Brasília – Por 10 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu (21/11) arquivar a ação penal em que o deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), conhecido como Tiririca, era acusado de omitir bens na relação apresentada à Justiça Eleitoral, em 2010, além de usar declaração falsa de que sabia ler e escrever.

 

O plenário do Supremo julgou uma apelação do Ministério Público Eleitoral de São Paulo (MPE-SP) contra a absolvição de Tiririca. Em 2010, o juiz Aloísio Silveira, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, absolveu o deputado das acusações, por entender que bastava o conhecimento rudimentar da leitura e da escrita para que Tiririca não fosse considerado analfabeto.

 

A maioria dos ministros seguiu voto do relator, ministro Gilmar Mendes. Ele entendeu que a denúncia do MPE foi inepta e usou notícias veiculadas na imprensa para justificar a acusação. Além de Mendes, os ministros Luis Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Carmén Lúcia, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Joaquim Barbosa votaram pelo arquivamento.




  Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Ag.Brasil.

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

  Anuncie aqui

Comentar notícia Indique a um amigo Imprimir notícia 

>> Últimos comentários

 Outras notícias.
20/10/2014
Percepção de outro benefício no âmbito da seguridade social, inferior a um salário mínimo, não impede concessão de benefício assistencial
20/10/2014
Caixa deixa cliente esperando por mais de uma hora e é condenada por danos morais
20/10/2014
Valor da indenização para a desapropriação de imóvel corresponde ao apurado na data da perícia
20/10/2014
Estrangeiro idoso tem direito a receber benefício assistencial do INSS
20/10/2014
Justiça homologa acordo entre MP e banco que movimentou dinheiro da família Maluf no exterior
20/10/2014
Vox Populi: Dilma tem 46% das intenções de voto e Aécio, 43%
20/10/2014
Fundação municipal de Rio Claro é condenada por erro médico
20/10/2014
Agente penitenciário será indenizado por danos morais
20/10/2014
Mulher é condenada por utilizar documentos falsos para comprar carros
20/10/2014
Suspensa propaganda sobre suposto desrespeito de Aécio a candidatas à Presidência
Publicidade

comercial@justicaemfoco.com.br
Twitter Justiça em Foco Facebook - Justiça em Foco RSS RSS no seu IGoogle